Psicopedagogia e as Emoções

Psicopedagogia e as Emoções

Crianças emocionalmente mais estruturadas apresentam melhores resultados nos estudos? Muitas vezes me deparo com crianças que vem ao consultório exclusivamente para trabalhar suas habilidades cognitivas, desenvolver questões relacionadas à problemas na escola, falta de atenção, falta de motivação para os estudos e outros ligados aos tão exigidos resultados escolares. Mas vamos pensar juntos: Como uma criança que está com questões emocionais a serem resolvidas vai ter excelentes resultados na escola? E, como uma criança que não está apresentando ótimos resultados na escola pode estar perfeitamente estável emocionalmente? Não há como, estamos falando de ser humano, de crianças, seria impossível separar para que a habilidade emocional não interfira na habilidade cognitiva e vice-versa.

Desta forma, precisamos sim ajudar a desenvolver emocionalmente as crianças, desde a orientação para os pais até mesmo ajudando-as a identificar suas emoções e saber como utiliza-las a seu favor, para que possam entender como agir da maneira mais apropriada, de acordo com o resultado e reflexo que cada sentimento irá desencadear na criança e suas consequências.

A psicopedagogia pode e deve apropriar-se das habilidades emocionais para ajudar as crianças a tornarem-se mais seguras e confiantes. Além das dificuldades e transtornos de aprendizagem, devemos perceber o que está por trás daqueles sintomas. Um trabalho completo, onde serão desenvolvidas e estimuladas atitudes cognitivas e emocionais, trazendo resultados positivos e empoderando o estudante.

1 Comentário

  • by Bruno dos Santos Posted 3 de maio de 2018 22:02

    Muito interessante o texto. Excelente.

Comente

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com "*".